01 maio, 2017

Método Zen: Esvaziar ou encher a mente

Quando vamos a retiros zen budistas e de outras escolas budistas também, o professor pode nos pedir para fazer tarefas que tem um único objetivo: esvaziar a mente. em geral essas tarefas tem a ver com trabalho físico. Zezen é um trabalho mais físico que mental. O tempo que se passa sentado em zazen exige uma disciplina mental, sim, mas resistência física ao desconforto de se ficar sentado também.

Muitas pessoas desprezam os afazeres domésticos achando que estão perdendo tempo produtivo. pessoas mais intelectuais tendem a achar que perdem tempo limpando a casa e lavando a louça e que podem perfeitamente delegar essas tarefas a terceiros (serviçais pagos para isso). Não sabem a magnifica oportunidade de esvaziar a mente que desperdiçam cotidianamente.

Há os que ficam entediados com tarefas do dia-dia, mas não tem que faça essas tarefas então ligam o som e enchem a mente de letras e ruídos para ilusoriamente terem a sensação que o tempo dedicado a essas tarefas passou mais rápido. Mais uma vez desperdiçaram uma nobre oportunidade de esvaziar a mente. 

Em geral, o que se usa no budismo para encher a mente é repetir um mantra. Recitar um sutra, ou cantos. 

Ambos métodos são importantes e cada um deve saber identificar o seu. se não souber o professor pode, observando seu aluno e conversando com ele, recomendar o que ele deve fazer. Se esvaziar ou encher a mente.

Resultado de imagem para cortar grama com tesoura


Certo dia precisava cortar a grama. A máquina não funcionava. Então eu peguei a tesoura de cortar grama. Ajoelhei num plástico e fui cortando, ao todo dois quadrados de 3x3 metros. Lentamente, sem suar, pois atrairia os mosquitos. Levei quatro dias ali ajoelhada cortando a grama, mas minha mente ficou tranquila nessa tarefa. Observei o olhar das pessoas e imaginei o que estariam pensando ao me ver cortando grama de forma mais rústica, pouco usual nos dias de hoje. Talvez me achassem doida, sovina por não ter uma máquina ou por não pagar a alguém para fazer o serviço rapidamente. Mas desde aquele dia decidi só cortar a grama assim, para esvaziar a mente. Ninguém jamais saberá as razões de eu cortar a grama assim e seguirão pensando o que quiserem, mas eu sei e é isso que importa.