16 novembro, 2014

Devagar, mas não, quase parando

Este blog anda devagar, mas não está ainda no seu fim. Talvez nem chegue ao fim. Todavia já não há mais o que escrever. Ou não tenho tido tantos contatos com a pratica em grupo para observar ou perceber algo que possa comentar. Vou ter que reinventar algo novo para dar continuidade. 

Algumas pessoas me escrevem de tempos em tempos perguntando-me sobre o zen coreano. Há muitos estilos de zen, seja na Coreia, no Japão, China, Vietnam e por aqui no Ocidente. Já não falamos pelo país, mas em Escolas específicas e há que se conhecer um pouco de cada uma para averiguar se temos afinidade com alguma. Depois há que se experimentar para sentir se as impressões boas ou ruins se confirmam na prática. Há que se permitir um tempo de convivência deixando de lado nossas preferências e a dança do "gosto não gosto" a interferir na nossa escolha. 

Algumas pessoas esperam que o zen vá até elas com um Kit Zen Pratica pronto. Existem lugares que fazem isso. Eu não tenho nenhum kit pronto. Há que se fazer algum esforço para obter algum resultado. 

"Ah, mas aqui não tem nenhum grupo desse estilo", lamentam-se. Também não tinha quando conheci esse estilo. Eu corri atrás. Quando vinha alguém para o Brasil, eu estava lá. Fui para fora do país e ainda vou. Quem quer vai atrás não fica esperando uma porta abrir na frente da sua casa. Isso pode nunca vir a acontecer. Ou você vai ser aquela pessoa que vai abrir a porta ou vai ficar se lamentando até desistir ou procurar uma outra Escola Budista que já tenha se estabelecido. Boa sorte!




Sem comentários: