31 julho, 2013

Minha Vaca não é Pequena Assim. Minha Vaca é Grande


Um verão, Ko Bong Sunim sentou-se em retiro Kyol Che no tempo de Won Sahn, onde o famoso Mestre Zen Hae Wol estava ensinando.

Havia trinta monges praticando de manhã e de tarde tralhando na horta. O trabalho era pesado e, ao entardecer, eles estavam todos cansados. Eles também não tinham dinheiro e pouca comida. A comida que eles tinham era péssima. Havia muita reclamação entre os monges.

Certa manhã, o mestre Hae Wol deixou seus alunos sozinhos por alguns dias para ir visitar o líder do templo.

Depois que ele partiu, Ko Bong falou para seus colegas para vender a vaca que pertencia ao templo (eles precisavam dela para fazer o trabalho pesado na horta, sem ela não poderiam trabalhar).
depois de vender a vaca, Ko Bong sugeriu que eles comprassem comida boa e bebida para todos.

Naquela noite, ao invés de sentar em meditação, eles fizeram uma grande festa. Eles comeram, beberam, riram, dançaram e cantaram. Eles estavam muito felizes. Eles foram dormir bem tarde e não acordaram para os cantos da manhã.

O Mestre Zen voltou para o templo bem cedo, o sol ainda não tinha surgido. Ele não ouviu nenhum canto. Ele percebeu que a vaca havia sumido. Depois de abrir a porta do templo, ele sentiu um mal cheiro de comida e bebida. Todos os seus alunos dormiam roncando alto.
Percebendo o que eles tinham feito ficou muito bravo e gritou:

"Acordem! Acordem!"

Cada um pulou, com medo, mas sem dizer nada. Caminhando na direção da estátua do Buda ele olhou aluno por aluno. Seus olhos estavam enormes como um leão. Então ele gritou:

"Quem roubou minha vaca?"

Todos se agitaram e ficaram cada vez mais nervosos. Mas não falaram nada. Eles, apenas olharam para Ko Bong Sunim. Por sua vez Ko Bong apenas permaneceu sentado onde estava. Ele não estava com medo.

Novamente o Mestre Zen gritou:

"Quem roubou minha vaca?"

Imediatamente, Ko Bong levantou-se e tirou todas as suas roupas. Pondo-se de quatro em frente de Hae Wol, mugiu:

"Muu! Muuuuu!"





O Mestre Zen Hae Wol apenas riu, e bateu no traseiro nu de Ko Bong, dizendo:

"Minha vaca não é pequena assim, minha vaca é grande."

Então Ko Bong levantou-se e voltou para seu quarto. A vaca nunca mais foi mencionada.


Mestre Zen Seung Sahn. In: The Whole world is Single Flower. Trad Jeane Dalbo

Sem comentários: