29 novembro, 2012

Livro:Confissões de um Ateu Budista



Estava em São Paulo zapeando numa livraria e vi este livro. Não deve ser tão recente: a tradução ao português é deste ano, mas não o tinha visto ainda. O autor Stephen Batchelor já transitou pelo budismo theravada, chegou a ser monge tibetano e encontrou-se no Zen Coreano, onde também foi monge. Hoje é filosofo e ensina budismo academico. Pelo que li rapidamente ao acaso ele conta a sua experiência nesses percursos. Para quem quiser ler tanto em português quanto em inglês ou comprar no formato e-book (só em inglês). A editora Pensamento disponibiliza o primeiro cap. para ser lido aqui.  Eu, pessoalmente, não gostei de nenhum dos livros do Batchelor que li, portanto, não sei se vou arriscar ler mais um. Vou esperar que algum ateu leia e me diga algo mais sobre ele. Até acho que a esposa dele, Martine Batchelor, tem livros mais interessantes e  escreve melhor que ele.



A Amazon permite leitura de dois caps.

A sinopse do livro é essa: "Durante sua exploração pelo mundo, Stephen tornou-se monge budista e fez parte do círculo íntimo do Dalai Lama. Posteriormente, transferiu-se para um mosteiro da Coreia do Sul a fim de se aprofundar no zen-budismo. Porém, quanto mais lia sobre o Buda, mais se conscientizava de que o modo como o budismo era ensinado e praticado pouco tinha a ver com os verdadeiros ensinamentos do próprio Buda. Detalhando sua jornada Stephen reconstroi uma biografia do Buda histórico, inserindo-o no contexto social e político de seu mundo. Segundo ele, a visão do Buda estava muito distanciada da fé irrestrita e da religiosidade que passaram a definir o budismo tal qual o conhecemos hoje."


Entrevista com Batchelor 

Sem comentários: