05 novembro, 2012

Bossa Zen Entrevista a Autora do Blog Be More With Less.



Courtney Carver é autora do blog Be More With Less onde escreve como viver melhor simplificando sua vida. Escrever no blog rendeu-lhe dois livros e oportunidade de ajudar muitas pessoas que tem dificuldade em organizar sua vida e seus negócios. Ela deixou seu trabalho para se dedicar a essa tarefa e diz-se muito satisfeita pela escolha que fez.



Bossa Zen (BZ): Quando você percebeu que poderia viver com menos? Conte-nos sua experiência.


Courteney Caver (CC): Toda vez que eu doava alguma coisa eu percebia que poderia viver com menos do que eu tinha. Meu caminho, para simplificar minha vida, começou em 2006 quando eu fui diagnosticada com Esclerose Múltipla. Esse diagnóstico me fez ver de forma dura como eu estava vivendo minha vida. Eu comecei a simplificar minha vida com uma dieta, depois eu passei a simplificar minhas contas e as coisas e finalmente o tempo e as obrigações.


BZ: Como você está agora?


CC: Estou muito bem. Estou 100% recuperada.



BZ: Por que você decidiu pôr sua experiência em um blog?


CC:Decidi escrever um blog  sobre minhas experiências em viver com menos  para inspirar e conectar-me  com outras pessoas que queriam fazer o mesmo. Eu queria demonstrar que mudar é possível.

BZ: O que sua família e amigos pensam sobre sua atividade como blogueira?


CC: Meus amigos e minha família são muito favoráveis e ficaram animados com as oportunidades que a atividade de escrever em um blog trouxe para mim.



BZ: Como minimizar nosso apego àquelas coisas que acumulamos em toda nossa vida e deixá-las ir?


CC: Essa é uma excelente pergunta. Nós passamos toda nossa vida comprando, juntando, colecionando e armazenando coisas. Nós só conseguiremos deixar essas coisas irem facilmente quando nós identificarmos o que é mais importante para nós. Para mim, o mais importante é amor e saúde. Se alguma coisa que eu possuo não contribuir para gerar amor e saúde, então será fácil dizer adeus a elas. 




BZ: Algumas pessoas pensam que não conseguiriam viver com menos e acumulam muitas coisas que elas pensam que um dia irão precisar. Esse tipo de atitude pode ser doentia?


CC: Muitas vezes, nós comparamos nossas vidas com nossos vizinhos, ou propagandas ou a sociedade em geral.  Achamos que precisamos de mais para acompanhar os outros. Eu encontrei no oposto a verdadeCostumava pensar que precisava de muito dinheiro para encontrar a liberdade, mas, na realidade, possuir menos significa que preciso menos. Essa é a chave para a liberdade.



BZ: Você acha que ter mais do que precisamos só complica nossa vida?


CC: Viver com menos é a chave para viver melhor? Sim, reconhecendo o que é “o suficiente” e eliminando a necessidade de mais, nos livramos de muitas complicações.

Para mim o único jeito de ajustar o que é “o suficiente” foi experimentando viver com menos do que eu pensei que eu precisava.

O que eu pensei que seria um dificuldade se transformou em uma bênção e uma nova forma de viver.




BZ: Buda costumava dizer que quando estamos buscando por distrações não estamos vivendo. Como podemos viver sem distrações?


CC: Há muitas maneiras de eliminar a distração, mas eu acho que uma das coisas mais importantes a fazer é declarar jejuns digitais ou licenças sabáticas digitais. Eu tento desplugar-me por um determinado período de tempo todos os dias e um longo período de tempo cada semana.

BZ: Você poderia falar sobre a ideia das mini-missões e como elas funcionam?


Eu comecei a escrever sobre as mini-missões como uma forma de as pessoas experimentarem imediatamente os benefícios de viver com menos. Às vezes leva um tempo para realmente apreciar as mudanças que você fez, mas as mini-missões vão te dar um impulso de confiança ao longo do caminho. Elas normalmente são pequenas ações que você pode colocar em pratica imediatamente.

BZ: O que você escreve no seu blog rendeu-lhe dois livros. Escrever tornou-se seu principal trabalho ou você tem outros projetos além do blog?


 CC: Escrever é uma grande parte do meu trabalho, mas eu também trabalho com clientes para ajudá-los a simplificar seus negócios, começar um novo projeto, ou fazer uma grande mudança. Eu amo meu trabalho.


 

  














  

BZ: Quais outros bloggers inspiraram você nessa jornada como escritora?


CC: Muitos blogueiros me inspiraram! Alguns também escrevem sobre simplicidade esses são os que eu gosto mais: Joshua Becker, Joshua Millburn and Ryan Nicodemus, Leo Babauta, Tammy Strobel, Francine Jay e outros blogueiros que escrevem sobre outras coisas que eu também gosto e tenho interesse como: Ali Edwards, Kris Carr, Chris Guilibeau,Tyler Tervooren and Heidi Larsen. Há muitos mais. O que eu mais gosto nesses blogueiros é sua integridade, transparência e vontade de agir.

Sem comentários: