14 setembro, 2011

Como saber se encontramos nosso Verdadeiro Mestre?





          RB.: - Como se tornar iluminado?

MR.: - Praticando com um mestre, esta é a melhor forma. Um mestre iluminado espalha iluminação.

RB.: - É possível reconhecer a iluminação em um discípulo? Como?

MR.: - É fácil quando o mestre é iluminado. Um mestre iluminado reconhece."


Revista Bodhigaya em entrevista a i.Moryama Rosh


Qdo. encontrei com minha professora havia a alegria do encontro, o respeito, a desconfiança e o medo do engano que mais tarde se transformaram em alegria, confiança e comprometimento.

Não há exatamente uma fórmula para não errar. Errar pode até ser bom para amadurecer.
Há o natural encantamento, o deslumbre, mas esses sentimentos acabam no primeiro lance que desagrade.

Há pessoas que passaram por vários professores até encontrar o que é mais adequado para lidar com seu karma. Há pessoas que passaram por várias tradições antes do budismo e dentro dele até achar aquela que lhe sirva como uma luva, que seja adequada a sua estrutura de mente.

Quem não gosta de silêncio dificilmente se conectará com uma Escola rigidamente silenciosa e quem gosta não se adaptará a uma Escola barulhenta.

Quem não gosta de treinamento militar idem. Quem não gosta de observar a ordem das coisas se perderá no caos de si mesmo.

Eu mesma vim de tradição cristã para o budismo tibetano, theravada, zen soto e fui me encontrar no zen rinzai coreano e ainda não sei se é ai que ficarei pra sempre.

Às vezes encontrar o mestre não basta porque atrás dele vem uma instituição e tem muita gente que não gosta de estar preso a instituições e rótulos, mas cedo ou tarde há que se decidir. mesmo uma comunidade alternativa tem regras e se não tem, certamente não irá sobreviver por muito tempo.

A certeza acaba na próxima dúvida.

Sem comentários: