30 maio, 2010

Olhar e Diferenças.

Amigos são como qualquer ser humano - cheios de defeitos!
O pulo do gato é encontrar amigos que se encaixem nos nossos defeitos.


[Giovana Gonzales - Rev. Capricho, n. 948, 05/08/04]

O pulo do gato é as pessoas aprenderem a conviver com as diferenças e não sair por ai formando tribos por que não conseguem ser felizes se comparando com os outros que
são diferentes de si.
Assim, se meu defeito for roer as unhas, vou para a tribo dos roedores de unhas e lá ninguém vai querer por pimenta nos meus dedos. Então serei feliz. Não, claro que não!

Como posso ser feliz se não conviver com pessoas que me desafiem a me olhar no espelho de mim mesma. Não seria construtivo, seria como tapar o sol com peneira, algo como síndrome de Peter Pan, não quero crescer. Quem não quer crescer não quer conviver com as diferenças. Elas assustam.

Mesmo que meus amigos me aceitem com meus defeitos, será que eles também não estão tapando o sol com a peneira? Afinal sempre acreditei na máxima de que "os amigos são aqueles que te mostram, nu e cru, os teus defeitos". Eles o "olhar de fora que vê melhor". Então, se alguém vê e fica na sua porque aceita o teu defeito, que benefício há em ter amigos assim?

Sem comentários: