28 novembro, 2009

Alimentação Consciente.

O primeiro nutriente é o alimento. Aquilo que comemos ou bebemos pode promover o sofrimento mental ou físico. Temos que ser capazes de discernir entre o que é saudável e o que nos prejudica.Precisamos praticar a Compreensão Correta ao fazermos compras, cozinharmos e nos alimentarmos. O Buda nos deu um exemplo sobre nos alimentarmos.

Um jovem casal e seu filho de dois anos tentavam atravessar o deserto e a comida acabou. Depois de muita reflexão, os pais, entenderam, que para sobreviver teriam que matar a criança e comer sua carne. Calcularam que se comessem a cada dia um certo percentual da carne da criança e carregassem o restante nas costas teriam o suficiente para o resto da jornada. Mas a cada pedaço de carne que comiam eles choravam mais e mais. Buda perguntou: "Vocês acham que eles tiveram prazer em comer a carne do filho?" Entretanto muitas pessoas comem a carne de seus pais, filhos,e netos, sem ter consciência disso.

Grande parte do nosso sofrimento resulta do fato de não prestarmos atenção ao que comemos. Quando fumamos, bebemos ou consumimos toxinas, estamos comendo nossos pulmões, fígado e coração. Se temos filhos e mesmo assim continuamos a fazer estas coisas, estamos comendo a carne de nossos filhos. Eles necessitam de pais fortes e saudáveis.

In: Thich Nhat Hanh [A Essência dos Ensinamentos de Buda,p.44-45]

14 novembro, 2009

Para Acreditar.

Fidati Di Me
Laura Pausini


Quando ti diranno che tutto fa schifo
Quando te disserem que tudo revolta
e che una via d'uscita non c'e'
e não há saída
che di questa vita non puoi fare il tifo
que não podes te entusiamar com esta vida
quando smetterai di chiederti perche'
quando te esqueceres de perguntar-se por que?

non credere che non ci sia
não acredite que não há
un'altra strada in fondo a questa bugia
um outro caminho no fundo dessa mentira
non credere che non verra'
não acredite que não virá
una canzone a dirti la verita'
uma canção a dizer-te a verdade

fidati di me
acredita em mim
ho sbagliato anch'io
eu também errei
quando per paura non ho fatto a modo mio
quando por medo não fiz o que eu queria fazer
fidati di me
acredita em mim
non buttarti via
não desistas
anche se il regalo di un miracolo non c'e'
mesmo que o presente de um milagre não venha
almeno fidati di me
acredita em mim

quando ti diranno che se tocchi il fondo
quando te dissserem que se chegar ao fundo
non puoi risalire piu' su
não poderás voltar para cima
e se ti metteranno nel cuore un comando
e se te colocarem no coração um comando
per non farti mai scoprire chi sei tu
para que não descubras mais quem és tu

non credere che non ci sia
não acredita que não há
un'altra aurora in fondo a questa follia
um outro despertar no meio dessa confussão
non credere che non verra'
não creias que não virá
una canzone a dirti la verita'
uma canção a dizer-te a verdade

fidati di me
acredite em mim
ho sbagliato anch'io
também errei
quando senza orgoglio non ho fatto a modo mio
quando por orgulho não fiz o que queria fazer

fidati di me
acredita em mim
non buttare via
não desperdice
l'ultima occasione che aspettavi dentro te
a última ocasião que espera dentro de você
adesso fidati di me
então confia em mim

quando ti diranno che
quando te disserem
non puoi chiedere di piu'
que não podes pedir mais
che fai bene a stare sempre a testa in giu'
que é bom ter sempre o nariz empinado.
oltre a questa ipocrisia
além dessa ipocrisia
devi credere che c'e'
deves acreditar que há
non un muro ma un futuro anche per te
não um muro mas um futuro também pra você

fidati di me
acredita em mim
ho sofferto anch'io
eu também sofri
quando per coraggio ho visto il mondo a modo mio
quando com coragem vi o mundo do meu jeito.
fidati di meacredita em mim
non buttarti via
não desista

anche se il regalo di un miracolo non c’e’
mesmo que o presente de um milagre não venha.

almeno fidati di me
pelo menos acredita em mim

Vc. Faz Tempestade em Copo D´Àgua.

Não deve ser fácil fazer uma tempestade num copo d´água, literalmente. Mas há pessoas que conseguem e com uma relativa facilidade. Por algo mínimo são capazes de começar a mover tamanha energia que vai se acumulando até chegar perder o controle.
É como se um inocente grão de poeira em poucos minutos se transformasse em uma tempestade de areia.

Todos nós de alguma forma já estivemos envolvidos em situações que começaram por uma bobagem e acabaram com muito bate boca, senão agressão física ou até morte.

Vemos situações acontecendo o tempo todo pela TV. Porque isso acontece?

Por que a coisa mínima fica grande? Por que não é mínima em si. Somente tem a aparência exterior de mínima, e já aconteceu outras vezes, então ficou uma marca que às vezes é atiçada, e cada vez que acendemos essa marca a alimentamos com mais energia, assim ela vai crescendo e se juntando as nossas frustrações, medos, sentimentos reprimidos, ressentimentos e vai esquentando, esquentando e se agigantando. Se ninguém sopra a brasa ela morre por si só, mas se ao contrário não a percebemos ela vai se tornando mais quente até explodir.

Se vc. tem energia para brigar o mais acertado é pôr essa energia em coisas positivas onde vc. pode gastá-la sem ferir nem a si mesmo nem a ninguém. Se vc. tem fogo na boca e precisa falar, xingar, e pôr para fora essa energia, o teatro é um bom canalizar desse tipo de energia ou algum esporte onde vc. possa equilibrar ganho e gasto harmonizando-se. Não precisa dizer que a meditação também proporciona estado de harmonia a longo prazo, mas às vezes a meditação intensifica o que temos de "ruim" pondo isso em evidência e algumas pessoas podem não saber lidar com o processo, podem reagir negativamente ou não seguir com o remédio. Há remédios que fazem mal para depois fazer bem. Nesse caso é necessário o acompanhamento de alguém experiente no processo de meditação, que não é apenas sentar numa determinada postura, mas tudo que vem desde que se inicia nesse caminho. Um professor , um mestre, alguém que já passou por vários estágios do processo e já experienciou em si mesmo os altos e baixos dele, pode perceber coisas que vc. ainda não percebeu.

Assim como é arriscado tomar qualquer medicação sem acompanhamento médico, pode o ser iniciar-se em processos de meditação sem orientação adequada.

Então, não esqueça. O Caminho do Meio é o Caminho. Tolerância, Sabedoria, Compaixão, Equanimidade...

07 novembro, 2009

O que significa Sahn?

Um número considerável chega a este blog a procura do significado de "Sahn". Perguntei a um monge que se chama Kwan Sahn e segundo ele Sahn significa montanha. Desvendado o mistério? Quer saber o significado de outros nomes coreanos? Aqui.

05 novembro, 2009

Deixe sua mente sozinha.

Pergunta: Tenho um amigo que tem amnésia. Poderia explicar como isso é visto no âmbito budista?


Mestre Zen Wu Bong: Na psicologia budista falamos em oito formas de consciência. As cinco primeiras são sensoriais:visão, audição, tato, olfato e paladar. A sexta é consciência mental que controla nosso corpo. A sétima é consciência discriminatória que nos permite distinguir entre branco e preto, ou o bom do mau. A oitava consciência, é aquela que controla a memória.

Às vezes essas três últimas consciências estão separadas e não funcionam juntas.
O resultado pode ser a amnésia, ou talvez um personalidade dividida. Em casos extremos uma personalidade não sabe o que a outra está fazendo. Se vc. estiver praticando,em algum momento, vc retorna para "antes do pensamento". Antes do pensamento não é a primeira, segunda ou terceira... consciência. Isto é antes de qualquer consciência. Se vc. mantém esse "antes da consciência", então a amnésia e qualquer outra disfunção podem ser curadas. A sexta, sétima e oitava consciências podem trabalhar juntas.

Praticar significa que vc. não usa sua consciência. Vc. a deixa descansar. Quando seu braço está machucado vc. o põe em um suporte (tipóia) e o deixa ali até ficar bom de novo. Vc. o deixa quieto. Ao contrário, se vc. o machucar mais e mais ele não ficará bom. O mesmo acontece com nossa mente se vc. a deixar sozinha/quieta ela se curará. Deixar sozinho significa voltar para antes do pensamento. Este é o propósito da Meditação Zen.

01 novembro, 2009

Um gato faminto ao lado de uma tigela cheia de leite.

Uma gatinho apareceu por aqui e não queria ir embora. A mãe dele ficava só olhando ele chorar de longe. Achamos que ele estava com fome e colocamos um potinho com leite, mas ele nem tocou. Depois me ocorreu que ele não devia saber como comer com talheres pois ainda é um bebê.

Mas não ficamos com ele. Deixamos ele lá fora chorando. A mãe estava lá e eles tinham que se entender ou se virar.

Enquanto tentava dormir me veio a lembrança de um koan que se chama; "O Rato comeu a comida do Gato, mas a tigela do gato está quebrada."

No dia seguinte o gatinho não estava mais lá fora e a tigela estava virada, mas nem sinal do leite.