28 abril, 2009

Deve-se Eliminar o Desejo para Eliminar a Dor?






Não usaria a palavra “eliminar” e sim suavizar. Não sei se é possível eliminar o desejo. Quem tentou deve ter ao contrário sentido mais desejo .

Fiz esse comentário no Blog da Denise que por sinal traz belissímas fotos do Festival Budista de Lanternas de Lótus na Coreia do Sul, em comemoração ao nascimento de Buda. Fotos da Denise.

Leve os Três Tesouros para onde vc. for.

Com a globalização: oportunidade de morar por um tempo em várias cidade ou países fica cada vez mais raro estabelecer vinculo com um Sanga. Somente quem tenha estabelecido raízes em algum lugar pode então partir em busca de um sanga. Pode não ter nenhuma comunidade zen na sua cidade. Pode não haver um mestre com o qual vc. venha a se conectar. Então o que fazer? No meu caso não havia sanga onde eu morava e nem professores. Alguns apareciam de vez em quando para fazer palestras ou iniciações. Quando meu interesse pelo zen se tornou forte em pouquíssimo tempo apareceu uma mestra. Tive sorte. Mas ela vivia longe do Brasil e não podia estar aqui com frequência, então, tive que ir para fora para treinar. Quase sempre é assim. Se nosso mestre não está aqui, precisamos estar com ele onde ele está. Havendo a ligação"mente com mente", não importa a distância, nem o tempo que ficamos sem vê-lo. Nossas mentes se comunicam.

Na Escola Zen Kwan Um há cada vez menos grupos. Tem se investido em centros nas grandes capitais do mundo. É para lá que vamos quando precisamos fazer retiros. De resto a ênfase desta Escola é na prática de "momento a momento". A prática cotidiana. Onde vc. está agora? O que vc. está fazendo? O que é isso? Olhe é veja.

O zazen pode e deve ser feitos todos os dias, mas não precisa abrir um grupo para isso. A estrutura de um grupo, às vezes se torna cara e poucos se dispõem a ajudar no aluguel de um espaço,que pode ser, dependendo da cidade, inviável. Todavia se vc. precisa do apoio de alguém sentando-se em zazen convide seus amigos para te fazerem companhia. Mas se vc. tem um espaço e pode disponibiliza-lo para a prática essa pode ser uma boa iniciativa. Ainda assim, seria melhor antes ter estabelecido contato com um mestre para seguir suas orientações.

27 abril, 2009

Grande Ego X Pequeno Ego.

O Grande ego é aquele que está livre dos conceitos, dos padrões e sobre tudo aquele que consegue ir além do seu carma.

O pequeno ego é o ego limitado pelos padrões mentais,opiniões, julgamentos,desejos, pensamentos, sentimentos. É o ego da maioria de todos nós. Com o qual nascemos e vivemos por muitas vidas. Se não despertamos para necessidade de emancipar esse ego e leva-lo para um nível mais saudável e mais elevado espiritualmente, será com esse ego que viveremos e morreremos. É nele que temos que trabalhar. Trabalhar é uma palavra bem apropriada sobretudo quando vemos pessoas dizendo por ai que devemos combater o ego, consertar o ego ou até matar o ego. Se matarmos o pequeno ego como teremos acesso ao grande ego?

24 abril, 2009

18 abril, 2009

Sombras

Perceba como a luz vai se movendo na sala até o efeito final nesse vídeo clip com a música do Ottmar Liebert. Ottmar tem um blog e pelo que parece é zen.


Candlelight - 2 from Ottmar Liebert on Vimeo.

Opções

Não gosto de comparações mas algumas coisas que foram escritas há muito tempo e continuam a serem repetidas como um mantra precisam ser atualizadas.

Não é verdade que o Rinzai está centrado nos Koans. Eles apenas aparecem nas entrevistas e são uma ferramenta para o aluno acessar a "mente que não sabe". Todavia existem muitos Rinzais. O japonês sempre teve fama de ser mais rigoroso e algumas pessoas pensam que pq. no passado se batia nos monges nos mosteiros para forçá-los a um treinamento duro, essas coisas acontecessem em uma sanga de leigos. Posso dizer que não acontece sequer em retiros. Nunca estive em mosteiros Rinzai japonês que usasse esse método mais rigoroso portanto não poderia dizer se ainda é assim, mas como a maioria dos mosteiros recebem mais ocidentais que orientais, há várias opções- desde um retiro mais light àquele mais rigoroso. Isso deve ser esclarecido antes de vc. ir para o lugar para que possa decidir. Todavia o dia-a-dia de uma sanga não é como no mosteiro.

Também dizem que a Soto é só Zazen. Não é de todo verdade, embora seja a prática central. O Soto adota o sistema de perguntas e respostas conhecido como "Mondo". Neste caso somente o aluno pergunta e somente o mestre responde. No Rinzai quem pergunta é o mestre e o aluno dá as respostas. No Rinzai tb. há muito zazen e outros formas de praticar para quem não pode sentar-se rigorosamente em zazen. Pode-se cantar, fazer mantras ou prostrações. Não se fala: "Ou vc. faz assim ou vai embora." Sempre tem opções.

Ambas Escolas usam o Kyosaku (bastão de madeira) para bater, mas somente o fazem a pedido do praticante. No Rinzai Coreano pode-se solicitar que se bata em um dos ombros e tb. nas costas. No Soto apenas no ombro direito. Solicita-se fazendo gasshô quando o kyosaku estiver passando. Este instrumento é usado para dar alívio muscular aos ombros e para despertar aqueles que estejam adormecidos ou distraídos. Esse instrumento foi usado nos mosteiros de uma forma muito rigorosa razão pela qual ainda cause aversão aos praticantes leigos.

Todavia, o treinamento monástico em mosteiro não pode ser levado em conta quando se pratica em um grupo.

Poucos lugares conseguem reproduzir um retiro da maneira que ele é feito no mosteiro pois exige muita disciplina, organização e instrumentos que custam caro para juntar além de um espaço adequado.

Veja um exemplo de treinamento monástico no estilo soto. Incluindo o mondo que é muito parecido com os koans embora seja mais prático e somente o mestre dê as respostas. Isto tudo pode acontecer em um retiro leigo e não é nada demais.

17 abril, 2009

Como ser harmonioso.

A vida é passageira. Investigue-a de perto.

Meu nome de dharma é "Luz Harmoniosa". Luz todos nós somos, mas ser harmonioso não é nada fácil. Onde encontrar harmonia em meio a tanta desarmonia. Eu posso estar harmoniosa, mas se aquele que interage comigo está em desarmonia preciso perceber e manter minha mente harmoniosa a ponto de transmitir essa harmonia ao ambiente e ao outro. O que fazemos na maioria das vezes é entrar na onda do outro e deixar que essa onda nos arraste com ela. Como o processo acontece ainda não sei ao certo. Vou tateando no escuro. Vendo o que acontece e dizendo para os meus botões:"Humm, será que é isso?" Acho que um pouco do que Buda se referia quando disse: "Investigue". Investigar a si mesmo é algo imprescindível para crescer na prática. Mestre Seung Sahn dizia: mil vezes investigue a si mesmo que ao outro. E como é fácil investigar o outro e esquecer-se de si.

15 abril, 2009

Um com a Onda.


Achava que os surfistas só ficavam ali no mar à toa. Meu conceito mudou quando estava afundando na Praia da Joaquina e um deles me puxou até a areia.

10 abril, 2009

De onde vem a o Belo e o Feio?

As pessoas falam que o que importa é a beleza interior, mas a feiura por acaso vem de onde? Ela tb é interior? Quando expressamos beleza ou feiura em nossos atos de onde eles veem? Talvez indo mais fundo podessemos dizer que vem do nosso carma. Carma não tem dentro nem fora, mas vamos deixar condicionado que seja dentro apenas para não ficar solto por ai. Mestre Seung Sahn costumava dizer que nós não passamos de pele e ossos. E no fim só sobram os ossos. Nosso carma vai e volta em outras peles.

08 abril, 2009

Celebrando lembraças.


Lembro da graciosidade, do colorido, do perfume não lembro mais. Lembro da fragilidade e do pouco tempo que duravam suas flores quando tínhamos uma cerejeira no pomar.

07 abril, 2009

Ji Jang Bosal

Todos o chamavam de JW. Eu achava estranho, mas nunca perguntei o que era JW. Talvez John ou James. Ele era o reponsável pela adm. de Providence Zen Center. Fiquei sabendo que ele sei foi. Que Ji Jang Bosal conduza JW na transição entre a vida física e um novo renascimento.

O mantra para ter um bom renascimento é:

Om-mani-dani-hum-hum-ba-tak-sa-ba-ha

06 abril, 2009

A Solidão e os Relacionamentos Virtuais.

Errepender-se é o Caminho.

"Errei muito, mas não me arrependo de nada." Frase típica muitas vezes repetida sem noção do seu significado.

Errar faz parte do processo de viver e crescer. Arrepender-se também faz parte do mesmo processo. Não arrepender-se é um sinal de imaturidade, de apego ao "Eu" estou certo. "Fiz o que fiz, mas estou certo." "Não tem porque me arrepender."

Buda explicou certa vez aos seus discípulos a importância do arrependimento. Ele comparou um caçador que atira com a intenção de matar um animal e acerta em alguém que não viu. Isso é um erro, mas é um erro menor do que se ele tivesse atirado em alguém propositalmente. Todavia mesmo aquele que faz algo de propósito e expressa seu arrependimento sincero tem nesse ato de arrependimento seu sofrimento em parte dissolvido.

05 abril, 2009

Que eu não esqueça quem sou.

Os hindus dizem que a criança no útero canta: “Que eu não esqueça quem sou"
Mas logo depois de nascer sua canção é: “Já esqueci

No coração de cada um há a sinceridade original do buscador que admite que é pequeno nosso conhecimento do universo, que é grande o desconhecido.

Jack Kornfield [Depois do Êxtase: Lave a Roupa]

04 abril, 2009

Altar Estilo Coreano.

Nos Templos Budistas coreanos ou Centros Zens, os altares teem três níveis e cada nível é para itens específicos. No terceiro nível (de baixo para cima), por exemplo, temos os instrumentos usados por quem lidera os cantos e a meditação sentada (moktak, libreto de cantos,chugpi, relógio, fósforos para acender as velas e um apagador de velas).

No segundo nível estão os quatro elementos( oferendas): água, fogo, vento e terra.
Assim temos um par de velas, um ou dois potes para água, um pote para o incenso (vento) e um pote com arroz (terra). O arroz não fica no altar. Quando tem a oferta do arroz, ao meio-dia, ele aparece, mas depois é removido.

No primeiro nível, temos uma estátua de Buda bem grande, no estilo coreano. Atrás dela uma pintura da tradição budista chamada tangka, pintada à mão.
A pintura mostra Buda com vários bodhisattvas e grandes discípulos, e é muito colorida. Alguns trabalhos originais chegam a serem bordados em ouro e são bem caros. Só tenho uma foto.

Em geral o altar é de madeira e tem bodisattvas esculpidos nele. Pode ter na frente a figura de Kwan Seung Bosal (Kwan Yin ou Avalokitsvara). Flores tb. são bem-vindas.

Meu altar não tem todos esses elementos.

É claro que há variações e cada lugar compõe o altar com os elementos básicos disponíveis.

02 abril, 2009

Que sei eu!


Como tem gente a procura da "cura para íngua"? Nada sei sobre o assunto mas colocando um "l" na frente acabam encontrando-se com "a cura para a língua". Talvez curando a língua a cura da íngua possa acontecer. Como diz uma amiga:"Que sei eu!"

Die before die & Ego

If you die before die when you die you I´ll not die.


[Se você morrer antes de morrer, quando morrer, você não irá morrer.]

Rodney Downey


It is a misconception to think that we need to eliminet ego.
What you need to do is work to have a healthy structure of ego.


[É um engano pensar que precisamos eliminar o ego.
O que você precisa fazer é trabalhar para ter uma estrutura saudável de ego.]

Heila Downey, PSN.