28 março, 2009

Qual a Diferença entre Despertar e Iluminação?

Outro dia lendo um texto que diz" Agora a Escola em Súbita e Gradual se biparte", lembrei-me que a Escola Gradual acusa a Escola Súbita de forçar à Iluminação quando na verdade é ao contrário. Quem fala incessantemente em Iluminação é a Escola Gradual. Na Escola Súbita fala-se em Despertar.

Mestre Zen Seung Sahn diz que é possível ter pequenos despertares estando presente 100% no momento. Ele repete incansavelmente: "Momento a momento onde vc. está?" Perdido no Samsara ou presente em cada ação do cotidiano.

Buda teve pequenos despertares graduais até ter um grande despertar. Nem mesmo Ele, despertou subitamente, do nada. Sentou-se em algum lugar e boom! Agora sou um Buda
(O Desperto)!

Não acredito que seja possível derpertar subitamente, mas ter pequenos insigths, despertares, revelações ao longo do Caminho.

Sobretudo é importante não se apegar a essas experiências e fazer da prática uma corrida para obter mais e mais do mesma experiência. Cair nessa armadilha do apego ao insight não leva ao progresso. É como um rato de laboratório correndo atrás de um pedaço de queijo que está muito adiante dele e que ele, levado pelo desejo de abocanha-lo, o persegue, mas nunca chega a alcançá-lo.

Buda de fato ficou radiante quando despertou e quem o via viu-o como se ele fosse dourado como o ouro. Talvez por isso tenha se criado essa metáfora da iluminação do Buda. Mas Buda não era uma lâmpada para se iluminar, era apenas humano como nós somos. Portanto essa ideia de iluminar-se me parece fantasiosa e irreal.

Quando alguém vem com essa conversa de iluminação já esclareço o termo para não ficar no nível da fantasia e sim pé no chão. A pratica é isso: aqui, momento a momento. Não é sonho, nem devaneios iluminado.

Sem comentários: