17 janeiro, 2009

Um Campo de Energia Sempre em Mutação.

A prática inteligente sempre lida apenas com uma coisa: o medo na base da existência humana, o medo de que "eu não sou". E é claro que "eu não sou", mas a última coisa que quero saber é isso: eu sou a própria impermanência em uma forma humana em rápida mudança, mas que aparenta solidez. Eu temo ver o que sou: um campo de energia sempre em mutação...


Charlotte Joko Beck [Everyday Zen]

Sem comentários: