11 janeiro, 2009

O cão de Josshu não morde.


Na Escola Kwan Um o uso de koans no treinamento é um balde de água fria na ambição de poder, títulos, reverências e vaidade. E, sobretudo, no perigoso delírio de querer ser Mestre Zen.

Para chegar a receber a Inka (certificado de autorização para ensinar koans e outras práticas dentro da Escola) é necessário, sem exceções, passar pelos Dez koans principais. A chamada Porta sem Porta. Ou Dez Portais de Koans da Escola. Neste caso com acréscimo de dois Koans. Sem esse requisito preenchido, nada feito. Ou vc. desiste de treinar nessa Escola ou vai adiante sem esperar nada. Não importa seu tempo de prática, não importa sua idade, posição social, quanto vc. pode doar para a Escola. Ninguém jamais recebeu algum título que não tenha passado pelo mesma espada que põe todos no mesmo nível.

Muitas vezes os koans são vistos como obstáculos ao progresso do aluno, e até como algo chato, mas eles são um meio justo de avaliar quem está em condições de assumir a responsabilidade de liderar espiritualmente pessoas. Não se trata do delírio de ter fama, poder, atenção e reverência de um círculo. É muito menos do que se espera de um Mestre. Quando o ego não quer mais ter e ser, ele está pronto para dar e receber.

Você pode ler todos os comentários sobre koans. Todos os livros, todas as interpretações. Terá no mínimo feito uma boa leitura. Nada mais. Pois seu professor não aceitará sua resposta se ela não vir da mente-que-não-sabe.

Passar pelos dez portais de koans é quase tão difícil quanto um camelo passar pelo buraco de uma agulha. Pode e leva anos. Sem contar os anos que se fica empacado em um único koan. No meu caso estou há dois anos em um deles.

Enquanto não chegar ao final dos portais vc. será apenas um iniciante. Nada mais nada menos que alguém que acabou de chagar no sangha. Isso pode soar frustrante àqueles que pensam em fazer carreira na Escola. Não se trate de uma "Escola", embora tenha graduações internas.

Mas todas essas ideias quando compreendidas e abandonadas tornam o Caminho mais honesto e leve.

Ninguém precisa, obrigatoriamente passar por todos os portões nem seguir o treinamento formal. Nem mesmo receber os preceitos é obrigatório para praticar nesse Estilo. Simplismente, depende só de você.

Dizem que o primeiro koan dado por Buda foi o início do zen. Ele acontece quando Buda mostra uma flor. Somente Mahakashiapa entendeu o gesto de Buda.

Sem comentários: