15 novembro, 2007

Quem cuida de você é você mesmo

"Vamos pôr uns pingos nos is. Quem cuida de você é você mesmo. Não, não é ninguém mais. Não, não é responsabilidade dos outros, não é dever alheio, não é nem mesmo uma obrigação moral de quem quer que seja. Quem cuida de você é você mesmo. E o outros cuidam de si. Podem, eventualmente, também cuidarem de você, mas este é um ato discricionário, livre, desvinculado e não obrigatório. Portanto, não espere que os outros cuidem de você. Quem cuida de você é você mesmo. Quem coloca você em primeiro lugar é você. Sim, você pode ser altruísta e legal e querido e mimoso e despreendido e fofo e tudo e tals e colocar o outro em primeiro lugar. Tudo bem, é lindo, mas não ache que se você faz isso tem o direito de exigir o mesmo tratamento. Não tem. Não tem não. Quem cuida de você é você mesmo. Como corolário lógico desta premissa, quem cuida do outro é ele mesmo. Portanto, se o outro está cuidando dele mesmo, ele não está sendo egoísta, filho da puta, mesquinho, bobo, mau, chato e feio. Não. Nananinanão. Ele está sendo humano e fazendo o que deveria fazer. Nada de fazer chantagem como o outro. “Eu fiz tanto por você e agora você...” Não. Nada disso. Fez porque quis. Fez porque achava bom. Fez porque lhe fazia bem fazer. Se fez para obter algo em troca, se fez esperando retribuição, bah, meu amigo, lascou-se. Altruísmo por definição é fazer o bem, não ver a quem e não encarar isso como um fundo de ações. Aprenda que quem cuida de você é você. Aprenda a cuidar de você. Aprenda a resguardar-se, a dizer as coisas claramente, a dizer NÃO, não quero, não tenho vontade, não vai rolar. Sinceridade. Diga isso sem culpa, ou dor, ou remorso, ou peso. Diga isso sabendo que está cuidando de você e que não está fazendo nada além da sua obrigação. Sim, concordo que o que faz o mundo melhor e mais palatável são as coisas que a gente faz pelos outros e as coisas que os outros fazem por nós, assim, de livre e espontâneo amor. Certo. Mas isso é o brinde, isso é o plus a mais, isso é o bônus, o fru-fru, o chantilly, o diferencial, o point, o balangandã, o tchans. O normal e esperado é outra coisa. Repita comigo: quem cuida de você é você mesmo. Isso. De novo. Mais uma vez. Boniiiiito."
por

Sem comentários: