25 outubro, 2005

Mu Sang Sa

Acabo de descobrir que na Coréia do Sul, os mosteiros também não são chegados ao meio eletrônico de comunicação. Depois de um mês esperando confirmação, recebi um telefonema para dizer que a carta convite talvez não chegasse a tempo de eu ir para o início do retiro. Sem carta convite não tem visto de extensão e sem visto de extensão tenho que adiar a ida para não ultrapassar os 90 dias permitidos. O mais engraçado é que quem atende os telefonemas internacionais aqui não entende inglês e entra em pânico cada vez que ouve uma língua que não seja o nosso portuga.

Acabei de descobrir que eles também não aceitam dólares, cheque de viagem ou cartão de crédito no mosteiro. Tem que ser tudo em cash na moeda local (won coreano).
Lá vou eu trocar meus travels por won. Onde, santo Buda? Talvez em N.Y. porque no Aeroporto deve ser bem menos conveniente. Talvez no BB de Guarulhos eles tenham.

Sem comentários: