19 junho, 2004

Já recebi dois convites...Penso, para quê, mais uma distração.
Parte do meu esforço é para me livrar das distrações.


Descrição de alguém no Orkut

«Não ligo para aquilo que os meus inimigos pensam de mim.
O que eles pensam nada revela a meu respeito - mas diz muito sobre as condições do seu trato digestivo.
Nietzsche dizia que havia pessoas que não gostavam dele porque suas palavras eram fogo para suas bocas.
Mas as palavras, como as pimentas, podem ser fogo na boca e fogo em outro lugar.
Quem diz que não gosta de pimenta, fico logo suspeitando que sofra de hemorróidas. Assim, não ligo se alguém pensar mal de mim.
Mas, se os meus amigos pensarem mal de mim - isso sim vai me causar sofrimento.
Se pensam mal de mim sendo meus amigos, isso quer dizer que existe uma pitada de verdade nos seus pensamentos. Os pensamentos dos amigos são espelhos.
Aí vou ficar com vergonha e vou começar a fugir da presença deles.»

(Rubem Alves, in Transparências da eternidade, pág. 59)

Sem comentários: