28 fevereiro, 2004

Por que o mundo? Por que nós? O nada não é muito mais simples?


[...] o conceito de tempo tal como o entendemos em nosso dia-a-dia, o tic-tac
constante e regular do passar das horas, não faz sentido perto da origem do
Universo.
A realidade não é descrita por um espaço inerte e por um tempo regular, fluindo
como um rio.
Tanto espaço quanto tempo flutuavam caóticamente: o espaço deformado
em todas as direções, em cada ponto, um tempo diverso. Não existia um "antes"
antes do próprio tempo- como entendemos- existir.
Tinha razão Santo Agostinho, quando disse que o tempo veio com a Criação.
Mas a Criação, de onde veio? De uma flutuação quântica no Universo primordial, diz a cosmologia moderna. Do desejo inerente de algo existir, dizem os maoris.
Sob a ótica da história a pergunta é mais importante que a resposta. [...]

Por que o mundo? Por que nós? O nada não é muito mais simples?

Marcelo Gleiser, prof de física in: [Folha Mais! 09 jun 2002]

23 fevereiro, 2004

Versos sobre a mente com fé

Terceiro Patriarca
Hsin Hsin Ming
por Seng T'san
Trad. para o inglês de Richard B. Clarke


O Grande Caminho não é fácil
para aquele que não tem preferências.
Quando o amor e ódio estão ambos ausentes
tudo se torna claro e sincero.

Fazendo-se a menor distinção entretanto
o céu e a terra são colocados infinitamente distantes.
Se queres ver a verdade
então não tenhas opiniões a favor ou contra coisa alguma.

Colocar o que gosta conta o que não gosta
é doença da mente.
Quando o profundo significado das coisas não é
compreendido
a essencial paz da mente é perturbada inutilmente.

O Caminho é perfeito como o vasto espaço
onde nada falta e nada está em excesso.
Na verdade é devido a nossa opção
em aceitar ou rejeitar que não vemos a
verdadeira natureza das coisas.

Não vivas enredado nas coisas externas,
nem preso às sensações interiores do vazio.
Sê sereno na unidade de todas as coisas
e tais idéias errôneas irão
desaparecer por si mesmas.

Quando tentas parar a atividade para
alcançar a passividade
o teu próprio esforço irá te devolver
à atividade.
Enquanto permaneceres num extremo ou no outro
nunca conhecerás a Unidade.

Aqueles que não vivem no Caminho Único
falham tanto na atividade
como na passividade, na afirmação e na negação.
Negar a realidade das coisas
é perder a sua realidade
Afirmar o vazio das coisas
é perder a sua realidade.

Quanto mais falares ou pensares sobre isso,
mais te desviarás paraa longe da verdade.
Pára de falar e de pensar,
e nada haverá que não possas conhecer.
Retornar á raiz é encontrar o significado,
mas perseguir aparências é perder a fonte.
No momento da iluminação interior
há um caminho além da apar~encia e do vazio.

Às mudanças que parecem ocorrer no mundo vazio
Chamamos de reais somente porque somos ignorantes.
Não busques a verdade;
somente cessa de cultuar opiniões.

Não permaneças no estado dualístico
evita cuidadosamente tais investidas.
Se houver mesmo que seja um traço,
disto ou daquilo, do certo e do errado
a essência da Mente se perderá na consusão.

Muito embora todas as dualidades
provenham do Um,
não fiques apegado a este Um.

Quando a mente existe imperturbável no Caminho,
nada no mundo pode ofender,
e quando uma coisa não pode mais ofender
ela cessa de existir no velho modo.

Quando não surgem mais pensamentos
discriminatórios, a velha mente cessa de existir.
Quando objetos do pensamento desaparecem,
o motivo do pensamento desparece.
assim quando a mente desaparece,
os objetos desaparecem.
As coisas são objeto devido ao sujeito (mente0;
a mente 9sujeito0 é assim devido às coisas (objeto).

Compreende a realidade de ambos.
(a mente e o objeto)
e a realidade básica; a unidade do Vazio.
Neste Vazio os dois são insignificantes
e cada um contém em si mesmo todo o mundo.
Se não descriminares o ápero di fino
não serás tentado ao preconceito e a opinião.


18 fevereiro, 2004

Ninguém pode vos revelar nada,
a não ser o que jaz meio adormecido no âmago do vosso conhecimento.
O professor que caminha na sombra do templo,
junto a seus discípulos, não orefece seu
conhecimento, mas sua fé e amor.
Se ele for realmente sábio, não vos convida a entrar na casa de sua sabedoria, mas vos guia até o limiar da vossa própria mente.

Khalil Gibran [ O Profeta, L & PM,73]

15 fevereiro, 2004

Dia 15 - Dia do Parnirvana - Nehan-e

Embora o Buda Sakyamuni tenha alcançado a libertação sob a arvore de Bodhi muito antes de sua morte, este é o dia em que entrou no pleno Nirvana, deixando para trás esta forma terrena.

14 fevereiro, 2004

Mamut

Luiz Guillermo Torres

Un mamut chiquitito queria volar
probaba y probaba y no podia volar
una palomita su amiga lo quiso ayudar
y de un quinto piso lo hizo saltar
y que paso??
mielda el mamut se hizo mielda
mielda el mamut se hizo mielda

Un mamut chiquitito queria fumar
probaba y probaba y no podia fumar
un perro su amigo lo quiso ayudar
y quinientos cigarrillos le hizo fumar
y que paso?
cancer al mamut le dio cancer
cancer al mamut le dio cancer

Un mamut chiquitito queria tomar
probaba y probaba y no podia tomar
un oso su amigo lo quiso ayudar
y tres litros de whisky lo hizo tomar
y que paso?
cirrocis al mamut le dio cirrocis
cirrocis al mamut le dio cirrocis

Un mamut chiquitito queria debutar
probaba y probaba y no podia debutar
un burro su amigo lo quiso ayudar
y con cien prostitutas lo hizo debutar
oh! y que paso?
sida al mamut le dio sida
sida al mamut le dio sida

Un mamut chiquitito se queria drogar
probaba y probaba y no se podia drogar
un gato su amigo lo quiso ayudar
y diez lineas de coca le hizo probar
eh! y que paso?
sobredosis el mamut con sobredosis
sobredosis el mamut con sobredosis

Y ahora que le paso?
se murio!
El mamut se murio
se murio!
se murio, el mamut se murio,
se murio, el mamut se murio.

========
Um mamute pequenino queria voar,
tentava e tentava e não podia voar..
uma palomita, sua amiga, quis ajudar,
e de um quinto andar o fez saltar.
hehehe
e que se passa?
merda!! o mamute fez merda!!
merda!! o mamute fez merda!!

um mamute pequenino queria fumar
tentava e tentava e não podia fumar
um cachorro, seu amigo quis ajudar
e 500 cigarros lhe fez fumar.
e que se passa?
cancer!! O mamute pegou cancer!!
cancer!! O mamute pegou cancer!!

um mamute pequenino queria beber
tentava e tentava e não podia beber
um urso, seu amigo o quis ajudar,
e 100 litros de whisky lhe fez beber.
e que se passa?
cirrose!! O mamute pegou cirrose!!
cirrose!! O mamute pegou cirrose!!

um mamute pequenino queria transar
tentava e tentava e não podia transar
um burro, seu amigo o quis ajudar
e com 100 prostitutas o fez transar
ohh! e que se passa?
aids!! O mamute pegou aids!!
aids!! O mamute pegou aids!!

um mamute pequenino queria se drogar
tentava e tentava e não se podia drogar
um gato, seu amigo o quiz ajudar
e 10 carreiras de coca lhe fez provar
e que se passa?
overdose!! o mamute com overdose!!
overdose!! o mamute com overdose!!

e agora que se passou?
morreu? morreu?
morreu!! o mamute morreu!!
morreu!! o mamute morreu!!
morreu!! o mamute morreu!!
morreu!! o mamute morreu!!

11 fevereiro, 2004

Fábulas Budistas

As Jatakas sâo coletânea de histórias, geralmente sobre as vidas passadas do Buda Shakiamuny. Em muitas dessas histórias o Buda aparece em forma de animal para ensinar o valor das boas qualidades como, compaixão, sabedoria, paciência e generosidade.
São um meio de ensinar o budismo para crianças.

Algumas Jatakas:

Sábio e a Pá

Um homem sábio consegue superar seus desejos e
encontrar o segredo da felicidade escondido dentro
da sua própria mente.

O Coelho que Venceu o Medo

Um coelho acorda com um ruído bem alto e foge em disparada. Seu medo se espalha, pondo em risco os outros animais que o seguem sem hesitação.
Um leão salva a todos e os ensina a lidar com o medo.

O Papagaio e a Figueira

Um papagaio demonstra lealdade e dedicação à sua árvore amiga, respeitando-a nos tempos bons ou ruins.

Moedas de Ouro

Este livro conta a história de dois irmãos que aprendem
o poder da generosidade, com a ajuda do espírito das águas do rio.

A Jóia da Amizade

A amizade de um rei-serpente. faz com que um jovem aprenda que a amizade é mais preciosa do que a mais rara das jóias.

Em Livro

10 fevereiro, 2004

Os Infiéis

O escritor norte-americano E.L. Doctorow em artigo " Somos Infiéis?", diz que seu país é a nação mais fiel do mundo, pois oferece "um virtual supermercado de opções espirituais."

Apesar dos americanos serem considerados pelos fundamentalistas como infiéis, Doctorow agumenta que " o infiel não é necessariamente descrente, ele tb. pode ser um crente com o uniforme errado."

Já, "o fundamentalista, é por definição é um absolutista, intolerante de qualquer forma de crença, exceto a dele, de qualquer história, exceto a dele."

E finaliza:

"Estão dizendo que não há um caminho comprovado para a salvação, há apenas tradições."

Folha de SP, Caderno Mais! pg.3 num. 590, 08/05/03.

07 fevereiro, 2004

O Carma é um presente

O carma é um presente, não uma punição.
Seja como for, qual for, com mais ou menos sofrimento.
Momento a momento, é uma nova oportunidade que nos se apresenta.

01 fevereiro, 2004

É preciso ser desprovido de arrogância, do
desejo de ser separado, para aceitar o ensinamento
e uma profunda vivência para ensinar.