11 maio, 2003

When life leaves you hanging...
Quando a vida te deixar pendurado...

DON'T QUIT

NÃO DESISTA

Anything can happen.
Tudo pode acontecer

Bend, don't break.
Dobre-se, não se quebre.

Challenge your potential.
Desafie o teu pontencial.

Destiny is a choice.
O destino é uma escolha.

Effort creates opportunities.
O esforço cria oportunidades.

Follow your intuition.
Siga sua intuição.

Get back up and try again.
Volte atrás e tente de novo.

Hold on to your vision.
Mantenha seus planos.

Impress yourself.
Impressione-se.

Just dig a little deeper.
Cave um pouquinho mais fundo.

Keep knocking on doors.
Continue a bater nas portas.

Learn from mistakes.
Aprenda com os erros.

Motivate with compassion.
Motive-se com compaixão.

Nothing worthwhile comes easy.
Nada que valha a pena vem fácil.

Own a positive attitude.
Tenha uma atitude positiva.

Problems hold messages.
Os problemas trazem mensagens.

Question what's not working.
Pergunte o que não funciona.

Regroup when you need to.
Reagrupe quando precisar.

Stand up for your principles.
Finque o pé pelos seus princípios.

Think outside the box.
Pense fora da caixa.

Unite perseverance with resolve.
Una perserverança com resolução.

Value knowing when to walk away.
Saiba quando é preciso se afastar

Work smarter, not just harder.
Trabalhe mais eficientemente, não apenas mais.

Xhaust all possibilities.
Esgote as possibilidades.

You can, if you think you can.
Você consegue se achar que consegue.

Zzzz's, take naps as needed.
Zzzzz's, tire tantas sonecas qto. precisar.

Tradução de Emerson Zamprogno

Onde ir?

We don’t have to go anywhere, it’s all here all the
time.
Nós não temos que ir a lugar algum, tudo está aqui o
tempo todo.

Rodney Downey Abbot [ in Shuza Newslatter. Summer’ 03,p.2]




Felicidade é passar o dia caminhando na praia, em Santo Antônio de Lisboa, sentar sobre as árvores, comer e conversar com amigos não budistas. Amigos que não ficam observando se vc. está seguindo os preceitos, se vc. está praticando conforme a cartilha do Buda. Simplesmente te deixam ser sem saber. Isto é praticar sem fazer nada. É praticar sem praticar, uma dádiva que os budistas acabam esquecendo, devido ao apego, eles
esquecem de simplesmente ser sem ser nada.
Em meio a budistas acabamos perdendo a naturalidade de ser sem ser nada.
Por isso decidi mudar de foco e olhar para outros lados, voltar a me misturar no meio da multidão.
A diversidade, não o budismo, sempre me ensinou tudo que sei: ser paciente, tolerante, honesta, sincera..
Já cheguei no budismo com boa parte da lição adiantada, mas como tudo que aprendemos e não temos oportunidade de exercitar, se perde e ou se esquece. Esqueci. Um dia vem a tempestade e já não sabemos mais o se gostávamos de sair na chuva ou se corríamos dela.
Sempre fomos felizes, apenas esquecemos... estou me empenhando em lembrar de não me esquecer sem fazer disso uma doença.

Sem comentários: