20 maio, 2003

Prática Verdadeira

“É com alegria e satisfação que leio sobre seus esforços e confusão. E não é por eu ter prazer
com seu sofrimento, mas porque eu sinto que agora vc. verdadeiramente começou a praticar.
E me entusiama saber que vc. está caminhando em direção à liberdade, começando a investigar
o viver o dia a dia, neste mundo, na realidade , com outras pessoas, com suas emoções, conceitos
e medos.
Em minha própria experiência houve um tempo, no início da minha prática, onde eu estava motivada para ler e pensar sobre tudo isso até começar a viver a teoria na prática, quando a vida começou
a parecer mais difícil que antes de eu ter encontrado o Dharma, onde nada parecia fazer mais muito sentido e eu me senti perdida, ferida e inexperiente. Mas se vc. continuar a praticar e confiar em si mesma, no ensinamento e na sua professora então vc. sairá desse momento difícil mais forte depois.”



Eu gostaria de compartilhar com vcs. algo que me inspira e pode ser útil:

“No passado, vc. plantou uma semente que agora resultou em seu encontro com o Budismo.
Não apenas isto- alguns pessoas vem para praticar meditação, e apenas uma, dentre todas permanece e
continua a praticar seriamente.
Quando vc. pratica o Zen seriamente, vc. está dissolvendo o carma que prende vc. à ignorância.
Em japonês a palavra “serio” significa “aquecer o coração”
Se vc. aquece seu coração, esse carma, que é como um bloco de gelo se derrete e se torna líquido.
E se vc. continua a aquece-lo, ele se torna vapor e some no espaço. Aquelas pessoas que praticam
irão dissolver seus sofrimentos e apegos. Por quê elas praticam? Porque é seu carma praticar.

Seung Sahn

Sem comentários: