17 setembro, 2002

Um exemplo de como praticar Atenção Plena

Na manhã de Domingo, por volta de quatro horas, eu estava tentando dormir, quando ouvi
dois estrondos seguidos e freadas bem fortes.
Primeiro pensamento: um acidente.
Segundo pensamento: mais um racha. ( são freqüentes no local )
Já estava começando a julgar o que tinha ouvido. Ai parei, e dormi.
No dia seguinte ouvi alguém falando na rua sobre um fulano que havia morrido...
Depois vejo no jornal: “Acidente mata uma pessoa e fere outras. Polícia investiga possibilidade
de ter sido um racha.”
Eu já ia começar a julgar novamente. Então fui ler a matéria e não era nada disso.
Fulano atravessa a frente de ciclano. Ciclano perde o controle e bate em fulano que perde o controle e
bate no poste. Ciclano ainda bate em outro carro que estava por perto.
Por essas e outras é que algumas escolas budistas proibem a leitura de jornal, de ver televisão e ouvir música.
O zen não proíbe taxativamente, mas recomenda, já que é um dos dez preceitos “não ouvir música*” ( no tempo de Buda ainda não tinha Jornal e TV! ), pois estes veículos contém os chamados venenos.
A mídia tem que vender seu produto e vai usar de todos os truques: um deles é chamar a sua atenção com uma frase de efeito, que depois é desfeita na matéria, mas ai sua atenção já foi fisgada e sua mente já foi envenenada.
O Zen ensina a ver, ouvir e ler sem se envolver, sem cair nessas armadilhas. Vc. pode ver, ouvir e ler, desde que com Atenção Plena. Mas para chegar a ele precisa treinar!

*7.Eu tomo o preceito de abster-me de dançar, cantar, ouvir música,
ver espetáculos de entretenimento.

Venênos Mentais: ambição, malevolência, raiva, rancor, hipocrisia, arrogância, inveja, mesquinharia, desonestidade, prepotência, teimosia, violência, orgulho, presunção, euforia e complacência (com as paixões mundanas).

Sem comentários: