01 setembro, 2002


O elefante selvagem da mente, há muito tempo acostumado
a vagar pela floresta dos desejos, não aceita a domesticação de
bom grado, ou ser amarrado ao poste da prática com as correias da atenção plena.
No entanto, a diligência e o zelo irão finalmente assegurar os frutos da tranqüilidade.
[Bhikkhu Khantipalo]

Sem comentários: