22 agosto, 2002

Perguntas e Respostas

Imploro-te, o mais que posso,
para que sejas paciente com tudo que está por resolver no teu coração
e que tentes amar as perguntas por si próprias como quartos fechados e como livros
escritos numa língua estranha.
Não procures as respostas que não te poderiam ser dadas,
pois não serias capaz de vivê-las
.
E a questão é viver tudo. Viva as perguntas agora.
talvez, então, gradualmente sem que notes, vivas até esse dia
distante da resposta.

Rainer M. Rilke [ Cartas a um Jovem Poeta]

Sem comentários: