02 junho, 2002

O que é a Meditação Vipassana

Meditação significa a prática de desenvolvimento ( bhavana ),
cuja base é a consciência plena, a atenção plena ( sati ).
As traduções em inglês usam termos equivalentes como awareness, mindfulness.
Vipassana significa vi ( clareza ) - passana ( ver ):
ver claramente, intuição imediata, insight, através
da experiência da contemplação direta das coisas.
Visão interior é ver as coisas como elas realmente são,
seja do nosso mundo interior ou exterior.
Ver as coisas segundo sua tríplice característica:
a impermanência ( anicca )
o sofrimento e insatisfação ( dukkha )
do insubstancialidade de um "eu" ou de um "meu" ( anatta )
Nossa mente é como um lago de águas agitadas, o que impede
que a luz emerja do fundo de nós e que por ela vejamos a realidade claramente.
Tendemos a reagir automaticamente, movidos por impulsos
que não percebemos em suas causas, desenvolvimento e conseqüências.
Para lidar com isso, precisamos de um método que ofereça um suporte
que torne a mente calma e concentrada (samadhi), penetrante.
Este suporte ou foco é a respiração. Ao invés de sons ou visualizações,
seguimos o método que usa a respiração como base para adestrarmos a
atenção, sati, e despertarmos a mente.
Inspirando e expirando a mente traz de modo estável a
atenção para o conhecimento do corpo e da mente,
conhecimento que apoiado pela sabedoria, pañña,
erradica da mente os venenos da ganância, do ódio e da delusão,
conduzindo a mente para a Liberação, para a Iluminação.

Por que Meditação?

Todos os seres buscam a felicidade, a saúde, a paz. Não há ser
que queira o sofrimento. Mas devido à nossa ignorância, tendemos a crer
que o sofrimento e a insatisfação provêm apenas de causas exteriores.
Por isso nos limitamos a lutar por mudar as condições exteriores,
crendo que tornando-as propícias, seremos pacíficos e felizes.
Mas mesmo assim, continuamos insatisfeitos e infelizes.
É porque ignoramos a principal fonte de nossa felicidade e
problemas: a mente.
A meditação é a chave da prática que abre as portas
do conhecimento e manejo de nosso corpo e mente.
Qual é o nosso ponto de partida? Constatarmos que a existência é sofrimento
e insatisfação ( dukkha ), agitando a mente.
Esta é a Primeira Nobre Verdade que Buddha descobriu.
De onde vem o sofrimento e a insatisfação, perguntou Buddha?
Vem do desejo, da sede ( tanhã ).
Esta é a Segunda Nobre Verdade, a da causa do sofrimento ( samudaya ).
Tendo uma causa, há um modo de cessar o sofrimento.
Cessando a causa, cessa o efeito.
Esta é a Terceira Nobre Verdade, a da cessação do sofrimento ( nirodha ).
Como cessar o sofrimento, ou seja, como cessar essa sede do desejo?
Através do entendimento e da prática do Nobre Óctuplo Caminho ( ariya attangika magga ).
Esta é a Quarta Nobre Verdade, a do caminho que leva à cessação do
sofrimento (magga ).
O Nobre Óctuplo Caminho tem três aspectos:
a conduta ética ( sila )
a disciplina mental da concentração ( samadhi )
a sabedoria ( pañña )
A conduta ética envolve o entendimento e a prática de três aspectos do Nobre Óctuplo Caminho:
a fala correta ( samma-vaca )
a ação correta ( samma-kammanta )
o modo de vida correto ( samma-ajiva )
A disciplina mental da concentração envolve o entendimento e a prática de três aspectos do Nobre Óctuplo Caminho:
o esforço correto ( samma-vayama )
a atenção plena correta ( samma-sati )
a concentração correta ( samma-samadhi )
A sabedoria envolve o entendimento e a prática de dois aspectos do Nobre Óctuplo Caminho:
a visão correta ( samma-ditthi )
a intenção correta ( samma-sankappa )
Entendendo e praticando o Nobre Óctuplo Caminho, libertamos a mente
e alcançamos a realização espiritual ( Nibbana ).

Onde aprender Meditação Vipassana

Sem comentários: