13 maio, 2002

Kama Sutta ou Prazer Sensual


Se alguém, desejando o prazer sensual,
o obtém, sim,
seu coração se deleita.
O mortal obtém o que ele quer.
Porém se para essa pessoa
- que anseia, deseja -
os prazeres diminuem,
ela fica arrasada,
como se tivesse sido atingida por uma flecha.
Todos aqueles que evitem os desejos sensuais
- tal como fariam, com o seu pé,
sobre a cabeça de uma cobra -
superam, plenamente atentos,
esse apego no mundo.
Um homem que é ávido
por campos, terras, ouro,
gado, cavalos,
serviçais, empregados,
mulheres, parentes,
muitos prazeres sensuais,
é derrotado pela fraqueza
e atropelado pela inquietação,
pois a dor o invade
como a água, um barco rachado.
Dessa forma a pessoa, sempre plenamente atenta,
deve evitar os desejos sensuais.
Soltando-se deles,
ela cruza a correnteza
como aquela que, com a ajuda do barco,
alcança a outra margem.


Nipatta IV [Índice de Sutras]

Sem comentários: