23 abril, 2002

De acordo com a sua própria essência, o Zen não é nenhuma religião ou ideologia que pretenda
impor formas estranhas aos que têm outros modos de pensar. Ao contrário, ele se refere à única
Luz que resplandece através de todas as janelas coloridas pelas quais as diversas pessoas
e povos tentam ver o que há do lado de fora, segundo suas próprias naturezas e tradições. O Zen
é como a chuva, que propicia o crescimento de cada semente na sua própria forma; sem ela, a
planta secaria. O Zen é a terra que abriga todas as fontes da vida, em que cada qual deve
mergulhar suas raízes novamente, se é que deseja encontrar o caminho que leva à descoberta de si
mesmo, de modo a renovar-se. O Zen é o ar que todo ser humano respira e sem o qual, em última análise,
a vida humana sufocaria.
K.G. Dürckheim [O zen e nós]

Sem comentários: