21 março, 2002

Como Meditar no Estilo Zen Budista.

Roupas

Se vc. for meditar em um templo ou um centro zen, informe-se sobre o que vestir.
Em geral recomenda-se uma roupa solta e confortável de preferência
de cores escuras para não atrapalhar a concentração dos demais.

Ao entrar no local e na sala de meditação é costume tirar os sapatos. Em alguns lugares fica-se com os pés nus em outros deve-se usar meias.

Como começar?

Alguém vai te orientar sobre como sentar e quais as posições possíveis. Vá mais cedo ao local da pratica caso precise de instruções de como começar.
Depois de sentar e acomodar-se na posição escolhida faça alguns alongamentos
balançando o corpo para os lados e para frente, para trás, girando sobre o eixo do abdômen.
Respire e inspire vigorosamente algumas vezes para relaxar, sem fazer ruídos.
Verifique onde seu corpo está tenso e relaxe: os braços, as mãos, o pescoço, o peito, o abdômen.
Posicione as mãos no mudra caracteristico de meditação. A mão esquerda descansando sobre a mão direita. O polegar direito tocando levemente o polegar esquerdo,sem pressiona-lo e sem deixá-los caídos.
Aguarde o sinal de três batidas para começar a sessão, sentado na sua almofada. Depois desse sinal evite se mexer. Se sentir muito desconforto tente aguentar. Se não for possível suportar a dor vc. deve levantar, fazer uma reverência e sentar em outra posição ou ficar em pé atrás da almofada com as mãos em gasshô. Há diferenças  de Escola para Escola, pergunte ao instrutor qual a forma usual ali.
Depois de um período sentado pode haver um período de meditação andando. O sinal será uma batida. Levante-se e fique de pé seguindo a fila que será conduzida por quem estiver orientando a sessão de meditação. Quando terminar vc. ouvirá mais uma batida. Se ouvir três significa que a sessão terminou ali. Se ouvir uma sente novamente para mais uma sessão de meditação. Ao terminar a sessão, se houverem professores, mestres e monges, vc. deve aguardar que eles saiam da sala primeiro, depois siga a fila de acordo com a posição onde estiver sentado. Ao sair da sala faça uma reverência.
Não é usual ficar conversando antes ou depois da sessão de meditação na sala de meditação a não ser que alguém vá dar algum recado ou palestra. Deixe para conversar fora da sala de meditação.
Se vc. se atrasar não entre na sala. Coloque uma almofada fora dela e sente-se lá.


Faça o Gasshô:

É um expressão de respeito, fé e devoção. Junte as palmas e os dedos
de ambas as mãos. Quando as duas mãos (a dualidade)
se juntam, representam o Coração-Mente (a não-dualidade).


Antes de sentar-se na almofada e quando terminar a sessão ainda sentado.
Depois em pé mais um para a parede e outro no sentido horário
para quem estiver a sua frente.
Ao entrar e sair da sala de meditação faça gasshô. Ao visitar uma sala de meditação, templo ou centro budista em frente ao altar faça gasshô. (Estilo Zen japonês)
Cada estilo tem pequenas diferenças.

Como Respirar:


Exale completamente e inspire. Faça calmamente uma profunda exalação e inalação.
Abra levemente a boca e exale, suave e vagarosamente.
Para exalar todo o ar dos pulmões, comprima o abdômen.
Então feche a boca e inale naturalmente pelas narinas.
A língua deve ficar encostada ao céu da boca.
Faça todo esse processo sem fazer ruído.

O que fazer sentado?

Para começar, até adquirirmos equilíbrio na postura e na respiração, e a mente calma, precisaremos de
um método auxiliar, muitas vezes chamado de muletas. Vc. as usa até aprender a “andar” sem elas.
O método inicial consiste em CONTAR A RESPIRAÇÃO.
A contagem deve ser inaudível. Quando inalar conte um e quando exalar conte dois. Continue assim até 10 e volte ao início. Se vc. se perder ou se distrair, recomece do um. Não force a respiração. Deixe-a seguir seu ritmo. A respiração correta é semelhante a de bebê dormindo. Apenas observe-a e conte a medida em que vem e vai. Isso poderá levar semanas ou mesmo meses até conseguir contar até dez sem se distrair em nenhum momento. Mesmo parecendo monótono isso é natural. Vai chegar um momento que vc. não precisará mais contar e sua respiração seguirá o ritmo normal, então apenas irá observá-la e tentar ficar presente no momento.

Pode parecer fácil contar a respiração.
Experimente e vc. verá que não é tão fácil quanto parece!

O que fazer com os pensamentos que surgem no Zazen

Apenas os observe e volte a contar a respiração. Não dê atenção e nem resiste aos pensamentos
que surgirem. Não se deixe arrastar por eles. Deixe-os passar e depois volte à respiração. Não
fique tentando se agarrar a eles. Sentar-se em zazen não tem por objetivo silenciar os pensamentos nem esvaziar a mente, mas se em algum momento essa experiência de esvaziar a “xícara de chá” acontecer vc. saberá. Isso pode levar meses e até anos. Não se apegue aos resultados, eles podem desaparecer muito mais rápido do que levou para surgirem. Deixe-os ir sem pesar. Apenas volte à pratica como de costume.

O importante é manter a prática todos os dias por mais tempo que se puder dedicar a ela.
Com empenho, não como uma obrigação, mas como parte do nosso dia-a-dia.

Sem comentários: