14 fevereiro, 2002

Shakyamuni Buddha

"...O Buddha, cujo nome pessoal era Siddhattha e o nome de família Gotama, viveu no norte da Índia no VIº século a.C. Seu pai, Suddhodana, governava o reino dos Shâkyas (no moderno Nepal). Sua mãe era a rainha Mâya. Segundo o costume da época, ele se casou muito jovem, na idade de 16 anos com uma jovem princesa, bela e devotada, chamada Yashodhara.
O jovem príncipe vivia em seu palácio provido de todo o luxo à sua disposição. Mas, subitamente, confrontado com a realidade da vida e o sofrimento da humanidade, decidiu encontrar a solução - a saída deste sofrimento universal. Na idade de vinte e nove anos, próximo ao nascimento de seu filho único, Râhula, abandonou seu reino e tornou-se um asceta em busca desta solução.
Durante seis anos o asceta Gotama vagueia pelo vale do Ganges, encontrando célebres mestres religiosos, estudando e seguindo seus sistemas e métodos, submetendo-se a rigorosas práticas ascéticas. Mas elas não o satisfizeram. Abandonou, então, todas as religiões comuns e seus métodos e foi procurar seu caminho. É assim que uma noite, sentado sob uma árvore (conhecida depois como árvore Bodhi ou Bo, "a Árvore da Sabedoria") sobre a margem do rio Neranjarâ, em Bodhigaya (perto de Gaya, na moderna Bihar), com a idade de trinta e cinco anos, Gotama atingiu o Despertar, pelo que ficou conhecido como o Buddha, "o Desperto".
Após seu Despertar, Gotama, o Buddha, pregou seu primeiro sermão a um grupo de cinco ascetas, seus antigos companheiros, no Parque das Gazelas em Isipatana (moderna Sarnath), próximo a Benares. Depois desse dia, ensinou, durante quarenta e cinco anos, a todas as classes de homens e mulheres - reis e camponeses, bhahmanes e sem-castas, banqueiros e mendicantes, religiosos e bandidos - sem fazer a menor distinção entre eles. Não reconhecia as diferenças de castas e agrupamentos sociais, e a Via que pregava era aberta a todos os homens e a todas as mulheres que estavam em condições de compreendê-la e segui-la.
Aos 80 anos, o Buddha morre em Kusinârâ (no moderno Uttar Pradesh). Hoje o Buddhismo é disseminado no Sri Lanka, na Birmânia, Thailândia, Cambodja, Laos, Vietnam, Tibet, China, Japão, Mongólia, Koréia, Formosa, em algumas regiões da Índia, Paquistão e Nepal, assim como na União Soviética. A população buddhista do mundo ultrapassa os 500 milhões".

Walpola Rahula, [L'Enseignement du Bouddha. Paris: Éditions du Seuil, 1961.]

Sem comentários: